o que vai fazer da vida

O QUE VAI FAZER DA VIDA ?

A educação que recebemos desde a infância está muito voltada para o mundo do trabalho e de uma escolha profissional. Isso não mudou muito nas últimas décadas, mas o modo como a orientação vocacional ou profissional acontece, tem seu foco, atualmente, mais direcionada para os interesses e busca pela satisfação com uma possível carreira e não somente para a ocupação de um cargo em uma empresa. Mesmo na idade adulta algumas pessoas se perguntam sobre o que vai fazer da vida ?

Hoje o processo conta com estratégias diferenciadas para contribuir para a escolha profissional de jovens e de pessoas que estão buscando uma nova profissão ou recolocação no mercado de trabalho. Em tempos de crise, repensar a vida profissional pode ser uma estratégia muito útil para mudar de vida e ampliar as possibilidades de carreira. A (re)orientação profissional contribui diretamente para a escolha dos próximos passos a serem dados em direção a uma carreira bem consolidada (saiba mais, clique aqui).

Se para um adolescente escolher que curso de graduação fazer pode parecer difícil, mudar de profissão, também não é tarefa fácil, pois no Brasil as pessoas criam uma forte identidade profissional e elos com as empresas que atuam, ficando difícil desconstruir essa identidade no momento da demissão ou saída voluntária.

O que vai fazer da vida

O QUE VAI FAZER DA VIDA ?

No processo de orientação profissional são avaliadas as conquistas já realizadas, os interesses, a personalidade, as possibilidades de investimento em novos processos de aprendizagem e, até mesmo, sonhos deixados para trás em algum momento da vida profissional. O coaching e o planejamento de carreira também fazem parte desse processo.

A reavaliação do momento de transição requer comprometimento pessoal e autoconhecimento e passa pela avaliação pessoal do que tem dado certo e do que tem dado errado, do que traz satisfação na realização e do que é apenas obrigação.

Muitas pessoas acreditam que devem exercer na sua vida profissional atividades que fazem cotidianamente e gostam muito. Mas é preciso saber escolher entre o que é um hobbie e o que pode ser efetivamente uma profissão, mas uma coisa é certa, é preciso gostar do que se faz.

É possível ser feliz no trabalho, mas para isso é importante conhecer suas próprias necessidades e caminhar na direção da autorrealização. Isso promove contentamento com as atividades realizadas, satisfação pessoal, profissional e vontade de realizar. Ou seja, é um elemento importante para a qualidade de vida.

O processo de orientação profissional pode ser realizado e grupo ou individualmente (clique aqui e saiba mais). Faça o seu, se conheça melhor e alcance os resultados que deseja para a sua vida!

 

SOBRE PROFISSÕES CLIQUE AQUI

Comentários

comments